Quarta-feira, 30 de Junho de 2004

Um Dia Triste.

"E de novo acredito que nada do que é importante se perde verdadeiramente. Apenas nos iludimos, julgando ser donos das coisas, dos instantes e dos outros. Comigo caminham todos os mortos que amei, todos os amigos que se afastaram, todos os dias felizes que se apagaram. Não perdi nada, apenas a ilusão de que tudo podia ser meu para sempre."
Miguel Sousa Tavares

Postado por rodry às 23:13
Link do post | Adicionar aos favoritos
|
Segunda-feira, 28 de Junho de 2004

Carta de Mia Couto a Bush.

"(...) Well I - a poor writer from a poor country - had a dream. As Martin Luther King once had: that America was a country of all Americans. Well I dreamed that I was not a man but a country. A country that couldn't sleep because it lived terrified by terrible facts. And that terror made it proclaim a demand. A demand to you Dear President. And I demanded the United States of America to proceed to the destruction of their weapon of mass destruction. (...)" »»

Postado por rodry às 23:31
Link do post | Adicionar aos favoritos
|
Sexta-feira, 25 de Junho de 2004

somam e seguem.

Parece que a Grécia mantém o estatuto de equipa sensação deste campeonato. Primeiro Portugal quase se comprometia no Euro2004 nas mãos destes senhores. Hoje foi mesmo tempo de a França fazer as malas. Os gregos vieram mostrar que não é só olimpiadas para aqueles lados.
Postado por rodry às 21:54
Link do post | Adicionar aos favoritos
|

"uma belle compra".

O que me disse a tia J., acerca de hoje termos finalmente e tão prontamente recebido por uns míseros euros o novo single, dvd e vinílico dos Belle & Sebastian. Agora resta ouvir e deliciar-me com o Books.
Postado por rodry às 21:19
Link do post | Adicionar aos favoritos
|

será do calor ou do euro2004?

Assim como não quer a coisa e com isto dos festejos futebolísticos quase me passava o mínimo da nossa vida política nacional. Será efeito da bola, ou será mesmo do calor que se faz sentir? Santana Lopes será o nosso novo P. M.?
Postado por rodry às 21:08
Link do post | Adicionar aos favoritos
|
Quinta-feira, 24 de Junho de 2004

bifes.

Parece que estamos uma vez mais de parabéns. Era o que Portugal precisava muito honestamente. Festa toda a semana. Eu ando em festa! Foram 120 minutos a triturar bife.
Postado por rodry às 23:50
Link do post | Adicionar aos favoritos
|
Segunda-feira, 21 de Junho de 2004

e a manhã torna-se eclética, 29.

Esperei algum tempo por este novo trabalho dos Kings of Convenience. Com uma sonoridade bem próxima do «Quiet Is The New Loud», este «Riot On a Empty Street» expande-se a um novo leque de instrumentos. O folk mantém todo o seu esplendor e a melodia “embaladora” continua a dominar todo o disco. Em primeira audição parece-me que a linha do primeiro registo se mantém. Mas em todo caso, este «Riot On a Empty Street» parece estar melhor explorado musical e instrumentalmente. Terei de manter o repeat ligado para ter mais sensações do álbum. Para já ficou no ouvido este; «All I do is to sleep all day, and think of you. A memory of the cushioned life I'm clinging to. The image of a mutual one - our heaven. The sombre chords of our song, the fading. Love is no big truth [...]»
Postado por rodry às 15:54
Link do post | Adicionar aos favoritos
|

tinha de ser.[Actualização em 21.06.2004, 09:37h]

Parece que o ego do Ardiloso em 90 minutos cresceu mais do que a confiança do país em dois anos e tal de mandato do governo. E não foi só a vitória da selecção que ajudou ao facto. Existem outras pequenas coisas que nos aumentam o ego de uma maneira inesquecível. Deus parece existir até para mim!

Postado por rodry às 00:06
Link do post | Adicionar aos favoritos
|
Domingo, 20 de Junho de 2004

patriotismos e bandeirinhas.

Hoje é dia de verdades e dos verdadeiros patriotas. Logo, multiplicam-se as bandeiras ou limpam-se por completo as janelas e varandas deste país? Logo... logo se verá.
Postado por rodry às 12:57
Link do post | Adicionar aos favoritos
|
Sábado, 19 de Junho de 2004

intimidades sonoras.

Acabei mesmo agora de ouvir o Rejoicing The Hands do Devendra Banhart. Songwriter no sentido da palavra. O seu som lo-fi cabe que nem uma luva nas minhas aspirações enquanto ouvinte. Minimalista na forma acústica e com o poder das palavras. Agradável em todos os sentidos. Lembra-me Nick Drake. Levo à letra Ricardo Jorge Tomé quando disse «[...] pode cuidar da sua saúde musical como bem entender. Pode até estourar os ouvidos com a próxima banda FM que encontrar no zapping. Pode, igualmente, seguir o conselho do seu médico ou nutricionista e optar pela “Becel”. Mas “Rejoicing the Hands” também faz bem ao coração.» Faz sim senhor!

Postado por rodry às 14:09
Link do post | Adicionar aos favoritos
|

sensação.

Ocorreu-me de repente aquela sensação de déjà-vu, o de onde já vi este filme. Espero bem que domingo não se pareça nada com aquele jogo no último campeonato do mundo de futebol. Tinhamos perdido o primeiro, moral em baixo. Vencemos o segundo e convencemo-nos que tudo era possível. E se bem me lembro no terceiro a razia foi total. Há filmes que não queremos nada voltar a ver por diversos motivos.

Postado por rodry às 02:21
Link do post | Adicionar aos favoritos
|
Sexta-feira, 18 de Junho de 2004

Portugal...

visto pelos "foras" e já agora, os promotores de Espinho. Ahh! Se andarem por cá de laranja arriscam-se... a certas atitudes de adeptos mais alegres. Entrem no espírito!

Postado por rodry às 13:44
Link do post | Adicionar aos favoritos
|
Quarta-feira, 16 de Junho de 2004

Snobe VS Elitista

Segundo o dicionário:
SNOBE
do Ing. snob
s. 2 gén.,
pessoa servil por tudo o que está em voga;
pessoa que afecta de entendida e de fidalga.
ELITISTA
adj. 2 gén.,
relativo ao elitismo (s. m., sistema que favorece um escol, uma elite, com claro prejuízo da maioria.);
s. 2 gén.,
pessoa que pratica ou favorece o elitismo;
partidário do elitismo.

E acrescento que snobe, para mim, trata-se de uma pessoa que gosta do diferente. Bom ou mau? Não interessa, desde que seja diferente. Hoje em dia, é tudo tão igual e massificado, que em reacção a esse "normalismo" surge esse snobismo.
Elitista, não há tanto a dizer. Alguém de gostos refinados que entende os outros como seus inferiores. É sintoma destas pessoas, tratar as grandes massas com diminutivos de falso carinho e com grande carga pejorativa.
Postado por rodry às 00:39
Link do post | Adicionar aos favoritos
|
Terça-feira, 15 de Junho de 2004

sem ofensa.

Sem querer meter-me onde não sou mesmo chamado, mas o meu caro Comprometido Espectador deixou-me embasbacado com tamanha inocência. Não teremos nós já ouvido falar de programas p2p (peer to peer) que servem para obtermos informação. O A Ghost is Born dos Wilco, já roda cá em casa à mais de um mês sem exagero. Tal como o To The 5 Boroughs dos Beastie Boys. Amigo, toca a inovar um pouquinho mais.

Postado por rodry às 21:33
Link do post | Adicionar aos favoritos
|

as verdades.

É mais do que sabido que o ardiloso quer ser como o mestre quando crescer. Por nada em especial e pelo carácter critico acima de tudo. Por verdades atrozes como esta, «SOBRE O FUTEBOLINHO DA SELECÇÃO
Postado por rodry às 20:38
Link do post | Adicionar aos favoritos
|
Domingo, 13 de Junho de 2004

Super Bock Super Rock.

A malta do ardiloso voltou a encontrar-se.
Desta vez por terras do sul, mais proprimente no 10º Festival Super Bock Super Rock em Lisboa, no dia 11 de Junho.
Apesar das horas de viagem, do cansaço e da má alimentação (sim porque, para mim, cachorros não tiram a fome a ninguém), foi um verdadeiro "festival".
O auge da noite foi Pixies (para mim uma actuação memorável depois de tantos anos; convém referir que esta não é opinião unânime), Clã (que soube a muito pouco) e em grande, os Massive Atack (formidável, só mesmo visto).
Houvesse tanto dinheiro como a vontade, que a malta do ardiloso corria o país a fazer a cobertura dos festivais de Verão.
Que continuem a haver encontros destes, com tão boa disposição, que até as viagens, o cansaço e a má alimenteção parecem umas férias nas Caraíbas.
Um abraço a todos e até à próxima.

Postado por rodry às 02:38
Link do post | Adicionar aos favoritos
|
Sábado, 12 de Junho de 2004

beastie boys.

O ardiloso como toda a gente na vida tem uma banda de culto. Uma daquelas bandas que nasceram e cresceram com o individuo. No caso do ardiloso essa banda dá-se pelo nome de Beastie Boys. Esta semana será dia de festa, o novo álbum está por aí a rebentar numa Fnac mais próxima. E enquanto o original ainda não cá toca, os formatos digitais já me abrem o apetite. O humor cortante e a crítica social continuam a ser prato farto, entre o cardápio de stratch, beats & rhymes. «We’ve got a president we didn’t elect / the Kyoto treaty he decided to neglect / and still the U.S. just wants to flex. [...] It takes time to build».
Postado por rodry às 16:31
Link do post | Adicionar aos favoritos
|
Quinta-feira, 10 de Junho de 2004

fulminante.

Fulminante foi o tiro que dei em mim hoje. Pena a arma ser apenas de fulminantes. Quero um pequeno bunker.
Postado por rodry às 01:26
Link do post | Adicionar aos favoritos
|
Segunda-feira, 7 de Junho de 2004

pequenos fragmentos, 4.

«Se tivesse de nascer outra vez escolheria algo totalmente diferente. Gostaria de ser norueguês. Talvez persa. Uruguaio não, porque seria como mudar de bairro. Jorge Luís Borges.»
É desta forma que começa o mais recente romance de José Eduardo Agualusa, O vendedor de passados (publicações D. Quixote).

Postado por rodry às 22:45
Link do post | Adicionar aos favoritos
|
Domingo, 6 de Junho de 2004

Má Educação.

"La mala educación" transpira características do seu realizador, desta vez num cenário não tão actual como é habitual.Com um ar de policial (mas sem polícias á mistura), vem mesmo a calhar num país como o nosso, onde o escândalo da pedofilia ainda se encontra muito presente e onde muita gente ainda acha que os representantes da igreja são pessoas sagradas...Com personagens aos quais já nos habituou, Almodóvar relata uma história que nos consegue prender ao ecrã e nos deixa a pensar...
Talvez não seja o meu favorito da sua já vasta filomografia, mas sem dúvida que vale a pena ir ver!

Postado por rodry às 15:46
Link do post | Adicionar aos favoritos
|

the last cowboy. a tribute to...

Hoje faleceu o último e verdadeiro cowboy. Tudo o que recordo são os seus papéis em filmes de cavalos e vaqueiros. Ronald Reagan foi um senhor.
Postado por rodry às 00:02
Link do post | Adicionar aos favoritos
|
Sábado, 5 de Junho de 2004

as "xungarias" cinematográficas no technorati.

O Technorati tem destas coisas e é tão perfeito que pelo meio descobri uma preciosidade. Em dia de desespero, este rapaz (Dubois) conseguiu animar-me um pouquinho com criticas de "xungaria" aos filmes que vão estando em cartaz. Parabéns por toda a comédia.

Postado por rodry às 23:36
Link do post | Adicionar aos favoritos
|

e a manhã torna-se eclética, 28.

A primeira vez que escutei Mark Lanegan (2001) fiquei preso pela sua voz. Parecia que as letras eram atiradas com uma força tal que se retinham. Durante todo esse ano, escutei vezes sem conta Mark Lanegan. Eu e o músico, as noites eram assim. Aquele chá e o cd de Mark que ia acompanhando as nossas conversas ou audições ecléticas. Hoje e enquanto tento recorrer a um alinhamento para nova compilação dei novamente com o Mark Lanegan. «Cool water divine/ Now I'm thristy with nowhere to go/ And what else do we find/ But sorrow and misery untold/ I know you got somebody new/ Much better than me/ When that change starts to swing, keep in mind one thing/ Don't forget me dear/ And when you're lost I feel it too/ Woman make life sweet/ Because of what you do, all my world is you/ Now I know it's not easy don't believe them when they say I'm not right/ Don't put a hex on me baby/ Because I don't know what's wrong or right/ I know that there's somebody new/ Much better than me/ But because my love is true, all my best to you/ Don't forget me dear [...]»

Postado por rodry às 14:00
Link do post | Adicionar aos favoritos
|
Sexta-feira, 4 de Junho de 2004

post.

Hoje, não há "post".
Today there is no "post".
Aujourd'hui il n'y a pas "post".
Heute gibt es keinen "post".
Oggi non ha "post".

Quase prontinho para o Euro. Venham eles.
Postado por rodry às 00:00
Link do post | Adicionar aos favoritos
|
Quinta-feira, 3 de Junho de 2004

Curiosidade sobre O ardiloso.

Já experimentaram ir ao site www.google.pt, escrever ardiloso e clicar no link "Sinto-me com Sorte"???
Adivinhem onde vão parar??
Ao mui nobre e digníssimo blog "O ardiloso"!!

Postado por rodry às 00:21
Link do post | Adicionar aos favoritos
|

Vinhos & Petiscos.

Que saudades que tenho "dos tempos" em que se tomava uns copos acompanhados de petiscos divinais, pena que o ardiloso ande numa de desportivismo máximo.
Eu cá continuo a defender que não há melhor desporto que comer e beber bem porque, ao fim e ao cabo é o que levamos desta vida.
Não quero com isto desnimar qualquer adepto do desporto físico.

Postado por rodry às 00:09
Link do post | Adicionar aos favoritos
|
Terça-feira, 1 de Junho de 2004

poesias à parte.

O ardiloso não gostaria nada de seguir a "carneirada" e vir agora dizer que o álbum do Morrisey é que é. Mas que ele conseguiu escrever uma verdade quase absoluta e que eu tanto prezo é bem verdade. Ficou da primeira audição; « [...]I've had my face dragged in , Fifteen miles of shit, And I do not, And I do not, And I do not like it/ So how can anybody say, They know how I feel, The only one around here who is me, Is me [...]» No fundo, bem lá no fundo o resto é letra.

How Could Anybody Possibly Know How I Feel
Postado por rodry às 22:59
Link do post | Adicionar aos favoritos
|

e vai uma palavrinha, 8.

Sempre pensei que a palavra escrita em post anterior tinha só um sentido. Percalço, sempre pareceu algo como transtorno e/ou contrariedade. Acabo de constatar que percalço
s. m.,
lucro;
proventos;
vantagem casual, proveniente de prejuízo alheio; (esta parece uma forma ardilosa).
Postado por rodry às 17:32
Link do post | Adicionar aos favoritos
|

questão temporal.

As horas, dias e meses dos últimos tempos passam de forma estonteante. Como que milésimas de segundo se tratassem. Tal e qual a leitura de um bom livro, o dia, parece retratar uma qualquer página sorvida muito rapidamente em busca do que será a continuidade dessa mesma página. São novas páginas que se anseiam, para que a leitura siga sem sobressaltos ou percalços. Será talvez esta forma de viver confortavelmente e descontraidamente que me leva a pensar que tudo corra de forma demasiadamente veloz. Devo andar absorvido em algo que me leva a lentidão do tempo.

Postado por rodry às 17:17
Link do post | Adicionar aos favoritos
|

.Awards

.Pesquisar por aqui

 

.Julho 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

.Postas recentes

. sem titulo que também fic...

. sonhos.

. pequenos fragmentos, 41.

. pequenos fragmentos, 40.

. pequenos fragmentos, 39.

. pequenos fragmentos, 38.

. pequenos fragmentos, 37.

. pequenos fragmentos, 36.

. o estatuto estrela,

. uma colorida animação por...

.O Mundo

  • Um Pouco Mouco
  • Abrupto
  • anårca constipadö
  • A Barriga de Um Arquitecto
  • A Blasfémia
  • A Ervilha Cor de Rosa
  • A Natureza do Mal
  • A Origem das Espécies
  • A Sexta Coluna
  • Beco das Imagens
  • Big Black Boat
  • Bomba Inteligente
  • Causa-Nossa
  • CineBlog
  • Contra a Corente
  • Comprometido Espectador
  • Essas Cores
  • Gorrila Vs. Bear
  • Grandes Sons
  • Guronsan
  • Heptahedron
  • Homem a Dias
  • Klepsýdra
  • Marretas
  • MOKB
  • Nova Frente
  • OMBDU
  • Pimenta Negra
  • Post Secret
  • Roda Livre
  • Sapo Blogs
  • Sound + Vision
  • Still Kissin'
  • Três Pastelinhos
  • Voz do Deserto
  • .O Mundo Encalhado

  • Aviz
  • Babugem
  • Barnabé
  • French Kissin'
  • Opiniondesmaker
  • O Inimigo Musical
  • Ser Portugues (Ter Que)
  • .Informação

  • Acabra
  • Blitz
  • DN
  • Expresso
  • JN
  • Público
  • .Biblioteca

    . Julho 2017

    . Fevereiro 2014

    . Janeiro 2013

    . Julho 2012

    . Dezembro 2011

    . Novembro 2011

    . Outubro 2011

    . Setembro 2011

    . Agosto 2011

    . Julho 2011

    . Junho 2011

    . Maio 2011

    . Abril 2011

    . Março 2011

    . Fevereiro 2011

    . Janeiro 2011

    . Dezembro 2010

    . Outubro 2010

    . Setembro 2010

    . Agosto 2010

    . Julho 2010

    . Junho 2010

    . Maio 2010

    . Abril 2010

    . Março 2010

    . Fevereiro 2010

    . Janeiro 2010

    . Dezembro 2009

    . Novembro 2009

    . Outubro 2009

    . Setembro 2009

    . Agosto 2009

    . Julho 2009

    . Junho 2009

    . Maio 2009

    . Abril 2009

    . Março 2009

    . Fevereiro 2009

    . Janeiro 2009

    . Novembro 2008

    . Outubro 2008

    . Setembro 2008

    . Agosto 2008

    . Julho 2008

    . Junho 2008

    . Maio 2008

    . Abril 2008

    . Março 2008

    . Fevereiro 2008

    . Janeiro 2008

    . Dezembro 2007

    . Novembro 2007

    . Outubro 2007

    . Setembro 2007

    . Agosto 2007

    . Julho 2007

    . Junho 2007

    . Maio 2007

    . Abril 2007

    . Março 2007

    . Fevereiro 2007

    . Dezembro 2006

    . Novembro 2006

    . Outubro 2006

    . Setembro 2006

    . Julho 2006

    . Junho 2006

    . Fevereiro 2006

    . Janeiro 2006

    . Outubro 2005

    . Setembro 2005

    . Agosto 2005

    . Maio 2005

    . Março 2005

    . Fevereiro 2005

    . Dezembro 2004

    . Novembro 2004

    . Outubro 2004

    . Setembro 2004

    . Agosto 2004

    . Julho 2004

    . Junho 2004

    . Maio 2004

    . Abril 2004

    . Março 2004

    . Fevereiro 2004

    . Janeiro 2004

    .Tags e grafitis

    . fragmentos

    . humor

    . instantâneos

    . interesses

    . melomania

    . palavras

    . por aí

    . por aqui

    . vidas

    . vimeo

    . you

    . youtube

    . todas as tags

    .Estatistica

    Add to Technorati Favorites
    Site Meter

    .Alojamento