Quinta-feira, 12 de Fevereiro de 2004

acordei com isto na cabeça.

If you want me I'll be there
A boy to deal with all your problems
But part of the deal
Is for you to feel something
If you want me look me up
I don't exist in usual places
Subtle as the wind is grey [...]


Simple Things - Belle & Sebastian

Postado por rodry às 19:19
Link do post | Adicionar aos favoritos

O acordar... fica pra depois!

Fico a pensar no futuro, no futuro da minha vida e dos que me rodeiam, que vai ser de nos?
Sera que vou/vamos singrar?
Para isso vou/vamos ter que mourejar, e muito!!!
Pelo menos eu, tou lixado! Enquanto esta apatia sobre tudo o que me rodeia e que me domina por completo nao me passar, como hei eu de singrar! pfff... fica pra depois!! O acordar... Estou sem forças, sem freima, completamente demotivado. E deste abismo imenso, quando olho pra escalada... so me apetece ignora-la e esquecer que a devia subir!
Deixar-me quieto, bem pertinho dessa enorme parede!
Vou ter que mourejar, mas primeiro tenho de ganhar freima e animo... mas isso leva o seu tempo... Preciso de um despertador!!!

Mourejar
v. int.,
trabalhar constantemente (como um mouro);
lidar;
lutar pela vida.
Postado por rodry às 00:59
Link do post | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 11 de Fevereiro de 2004

"Agora na comunidade europeia..."

Recordo claramente os meus primeiros dias de aulas de oitavo ano. Havia chegado à escassos dias há aquela escola. O secundário parecia-me um outro mundo. Tudo era grande e eu, imensamente minúsculo.
Desses meus primeiros dias, fica-me o choque dos outros, dos que fumavam. Foi então que recebi o meu cartão dos Caça Cigarros. Esse dia ainda hoje é-me inexplicável. Sentia-me um verdadeiro polícia. Era a lei perante aqueles que não cumpriam as regras escolares, aqueles que fumavam. Durante todo esse ano fui capo da sociedade escolar, fui implacável durante esse tempo de cruzada anti-tabagista.
Os anos passaram e ainda hoje sem fumar partilho habitação com três pessoas que nada mais fazem senão fumar. Cigarros, fumadores e fumo tiram-me verdadeiramente do sério. Têm sido assunto de dia-a-dia.
Somos um país onde cerca de 16% da população é fumadora. Dentro dos meus limites geográficos e sociais, este valor tem tendência a aumentar até aos 80%.
Acho que é hora de remexer, vasculhar o meu velho baú em busca do meu antigo cartão. Preciso do meu espírito anti-tabagista.
Já tenho uma frente de combate, "agora na comunidade europeia é proíbido fumar em casa."

Postado por rodry às 20:23
Link do post | Adicionar aos favoritos

catálogo.

Comecei ontem a ler o Catálogo de Sombras do José Eduardo Agualusa. São pequenos contos que tanto me divertem.

Postado por rodry às 20:09
Link do post | Adicionar aos favoritos
Terça-feira, 10 de Fevereiro de 2004

futebol.

Impressiono-me com todo o túmulto futebolístico criado por clubes, dirigentes, treinadores, jogadores, árbitros e afins. A derradeira solução com direito a um final feliz parte de um todos contra todos em arena de luta Greco-Romana. Só assim seriamos capazes de sossegar e aliviar ânimos.

Postado por rodry às 21:42
Link do post | Adicionar aos favoritos

Easteregg fora de tempo.

Existem pequenas coisinhas que nos deixam boquiabertos. Hoje dei com uma delas. Ao ler o JN dei com um easteregg na página dedicada ao nosso dia-a-dia televisivo. Não é que vai dar o Alfaiate do Panamá. O filme em questão não suscita qualquer problema, o mesmo já não se pode afirmar em relação à fotografia usada pelo dito jornal para realçar o filme. Uma brilhante imagem de um cd (não Dvd), e com o formato usado - Divx video. Pelo pouco que sei é um dos muitos formatos usados em cópias piratas. Serviço público de qualidade.

Postado por rodry às 21:25
Link do post | Adicionar aos favoritos

time of no reply.

Summer was gone and the heat died down,
And the autumn reached for her golden crown,
I looked behind as I heard a sigh,
But this was the time of no reply. [...]

Way to Blue - An Introduction To Nick Drake

Postado por rodry às 21:11
Link do post | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 9 de Fevereiro de 2004

alinhamento, 2.

chato
ch  to
c     o
ch  to
chato

Postado por rodry às 22:37
Link do post | Adicionar aos favoritos

ainda seremos um parque.

Agrada-me constactar que finalmente caminhamos em direcção às energias renováveis.
Intriga-me imaginar-nos com cerca de 1848 (dados estatísticos) aerogeradores até 2010. Não nos iremos de alguma forma tornar o parque eólico da Peninsula?

Postado por rodry às 22:25
Link do post | Adicionar aos favoritos

madrugada.

Na madrugada opto pela leitura e pela reflexão exausta dos dias. Procuro, remexo, revolvo, encontro por entre a luz ténue da noite. A madrugada é sempre silenciosa, calma e imensamente plana.

Postado por rodry às 22:17
Link do post | Adicionar aos favoritos

O fim do arco-íris.

O rapaz camaleão deixa por fim a floresta colorida. O tempo fez concluir que poderá continuar a respeitar todos os seres, seguindo apenas os da sua espécie. Jamais poderia ser agradável a toda a floresta.

Postado por rodry às 22:13
Link do post | Adicionar aos favoritos

Bolas...

Imaginem que estão no Parque da Cidade num Domingo de Sol...há gente por todo o lado...uns descansam, outros fazem desporto, outros passeiam os caezinhos (ou passeiam simplesmente), uns conversam, outros dormem...muita coisa acontece, mas uma coisa chamou a minha atenção...grande parte das pessoas que lá estavam e que levavam crianças, levavam também uma bola de futebol...outros, que levavam os canitos, levavam uma bola também...achei incrível este fascínio mútuo por bolas de futebol, partilhado tanto por pessoas como por animais...será que temos um gene comum que influencia tudo isso??? Se há, eu não o tenho, não me agrada muito perder um bom tempo a fazer remates á baliza ( embora goste de praticar algum desporto )...acho que vou ter d pesquisar sobre esta teoria totalmente estúpida ...
Postado por rodry às 18:01
Link do post | Adicionar aos favoritos

onda Air, 2.

Penso que ao expor uma opinião no post anterior, devo ter sido mal interpretado. Queria dizer que os fenómenos de popularidade nunca me pareceram bons negócios. Por diversos motivos que não irei agora enunciar. Queria também dizer que preferia a sua música mesmo antes do boom Moon Safari. Continuo a gostar imenso de Air, talvez menos um pouco agora. Tive a oportunidade de ouvir o dito "talkie walkie" antes de chegar às ditas massas. E antevi pouca coisa. Somente que não gostava do álbum. Como outrora aconteceu com um certo álbum de Beck, o Mutations, que por sinal é bem elaborado, mas passou ao lado. Para concluir e talvez esteja errado (é o meu ponto de vista), os fenómenos de abrangência musical na maior parte dos casos estão associados a perda de qualidade. Sei perfeitamente que os Beatles foram a excepção.
E gostava de agradecer o email que de certa forma me suscitou este post.

Postado por rodry às 00:32
Link do post | Adicionar aos favoritos
Domingo, 8 de Fevereiro de 2004

onda Air.

A popularidade é um dos fenómenos mais medonhos à face do planeta. E eu que gostava tanto deles enquanto "desconhecidos" de massas. Hoje os Air estão em qualquer lar europeu.
Postado por rodry às 19:58
Link do post | Adicionar aos favoritos

pontos nos i's de desmistificação.

Partindo da própria palavra, mistificar
do Gr. myst, rad. de mystérion, mistério + Lat. fic, r. de facere, fazerv. tr.,
            abusar da credulidade de;
            burlar, mistificando;
            lograr com astúcia.
Venho por este meio desmistificar todos aqueles que tomam o Ardiloso como pretensioso. É certo que tudo o que façamos tenha um objectivo. Mas esse mesmo objectivo não deverá passar por pretensão. Que tal ambição?
Agora ambição de quê... no meu caso de escrita. O resto fica ao critério de cada um. Assim sendo, o Ardiloso sofre de ambição sem que atinja a pretensão. Deixamos todo o pretensiosismo a outros.

Postado por rodry às 15:35
Link do post | Adicionar aos favoritos

blame society.

Acho que no meu tempo a desculpa não tinha este nome. Mudam-se os tempos, mudam-se as desculpas. "Os estudantes habituaram-se a que seja socialmente aceitável não gostar e ser mau a matemática."
Não será culpa da sociedade permissiva e frustrada em relação à mesma?

Postado por rodry às 14:47
Link do post | Adicionar aos favoritos
Sábado, 7 de Fevereiro de 2004

Nota de Rodapé.

A gerência na procura de melhores ares, resolveu tomar a iniciativa visual. Desta forma o Ardiloso surge com nova interface. Em nome do Ardiloso, não podia deixar de agradecer publicamente ao ADzivo pelo novo visual. Sem este senhor, o blog não estaria na forma desejada.

Postado por rodry às 13:29
Link do post | Adicionar aos favoritos
Sexta-feira, 6 de Fevereiro de 2004

um questão de ansiedade.

A vida, essa comparo-a a um presente meticulosamente embrulhado em várias camadas. Como que envolvido em milhentas caixinhas. Umas mais bonitinhas do que outras, mas isso é meramente um ponto de observação. Estas caixas são abertas ao longo dos tempos. Tenho a mania entranhada em mim. A mania de ser diferente em tudo. Tenho ânsia. Das caixinhas, de as poder abrir rapidamente até ao presente. Será isso o início ou o fim?

Postado por rodry às 19:52
Link do post | Adicionar aos favoritos

rodriguinhos.

Tenho a sensação de que habito um mundo repleto de rodriguinhos e incoerência. Mas do que poderei queixar-me, sendo o mais incoerente dos seres. A minha incoerência deve-se ao meu ego periclitante.
adj. 2 gén.
que periclita;
que corre perigo;
pouco seguro.
Obrigado sr. Filipe pela nova palavra.
Postado por rodry às 19:38
Link do post | Adicionar aos favoritos

Nostalgia.

Hoje deu-me para a nostalgia de quando era puto charilas e em casa da minha avo ela me chamava a minha procura, para ir tomar um cha, como so ela me sabia chamar... Depois do cha tomado la partia outra vez para a brincadeira e quando me aproximava dos lençois estendidos a secar la ouvia um "...nao bulas nisso!" Que saudades!

Bulir
do Lat. bullire

v. int.,
mexer-se levemente;

agitar-se;

palpitar;

v. tr.,
tocar, mexer, mover levemente.

— com (alguém): inquietar, incomodar (alguém).
Postado por rodry às 01:50
Link do post | Adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 5 de Fevereiro de 2004

a era da internet portuguesa.

É com muito agrado e uma certa desconfiança que leio as intenções do nosso P.M. O senhor quer dar a metade de nós portugueses até 2006 internet de banda larga? A divina comédia só pode. A ideia tem tanto de genial e fabulosa, quanto de impossível e inconcretizável. Não parece que até 2006 a situação do Zé Povinho melhore, ou que os preçários de banda larga baixem. 
Passará a intenção por oferecer ou sortear computadores a metade do nosso povo?Como devem saber, o senhor P.M. terá conciência suficiente para compreender que somos muito analfabetizados no que toca ao uso de novas tecnologias. Espero também que o senhor tenha ciente que apenas 4% de nós portugueses temos acesso à internet, os restantes de nós nem devem bem imaginar o que isso possa ser. Mas tratando-se de algo que me importa, espero que consiga atingir os seus Himalaias, a bem de todos nós.

Postado por rodry às 21:42
Link do post | Adicionar aos favoritos

e foi assim.

I said goodbye to someone that I love
It's not just me, I tell you it's the both of us
And it was hard
Like coming off the pills that you take to stay happy [...]

If She Wants Me - Belle & Sebastian

Postado por rodry às 21:14
Link do post | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 4 de Fevereiro de 2004

ainda sonhei.

Saí, comprei umas camisolas novas, ando um trapo. Andei, caminhei... vagueei pela cidade. Deixei-me deambular por quase todo o centro. Sei que tinha um motivo. Foi satisfatório passear, ver coisas e pessoas. Contudo não te vi.
Fiquei-me pelo olá de hoje, trocado em plena rua. Gosto cada vez mais dos teus olás.
Postado por rodry às 19:27
Link do post | Adicionar aos favoritos

de um humor negro.

«O primeiro obus foi cravar-se no meio da relva do jardim da Academia. Só depois explodiu, salpicando de erva e de húmus as cópias das estátuas antigas, cópias de gesso enfeitadas com gigantestas parras de zinco.
O terceiro chegou até Lower Abbey Street, a um grupo de soldados britânicos que destroçou.
O quarto, arrancou a cabeça a Caffrey.»

Sempre se é bom de mais com as mulheres - Raymond Queneau - Ambar

Postado por rodry às 19:20
Link do post | Adicionar aos favoritos

o que penso em momentos estranhos.

Sou agora capaz de afirmar que o mundo e a vida são subjectivos e tridimensionais. Nada é linear e absoluto. Tudo, mas mesmo tudo o que seja paupável ou não, terá sempre dois ou mais pontos de vista. Como que cada cabeça, cada sentença.
Assim, penso que o segredo está em entrar em consenso. Podemos não ver o mundo da mesma forma, mas devemos ser capazes de aceitar outros mundos.
Postado por rodry às 19:12
Link do post | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 2 de Fevereiro de 2004

quem diria.

"tenho andado um tanto ao quanto profiláctico em relação a mim."
adj.,
       relativo à profilaxia;
       preservativo;
       preventivo.

Postado por rodry às 14:16
Link do post | Adicionar aos favoritos

alinhamento.

p
pa
pat
pate
pater
patern
patern p
patern pa
patern par
patern parv
patern parva
patern parv
patern par
patern pa
patern p
patern
pater
pate
pat
pa
p

de há algum tempo para cá tenho esta fixação de paterns.
Postado por rodry às 10:36
Link do post | Adicionar aos favoritos

Penitência.

Não estou onde deveria estar... penitencio-me por isso e por todas as pequenas coisas que ainda fazem uma certa confusão.
Postado por rodry às 10:17
Link do post | Adicionar aos favoritos

o poliglota.

Pronuncia: Arudiroso

O ardiloso não deixa de ser um poliglota. Graças a este blog temos um arudiroso japonês.
Postado por rodry às 09:23
Link do post | Adicionar aos favoritos
Domingo, 1 de Fevereiro de 2004

meio e fim...

Hoje deu para passear e conversar de forma despreocupada. Foi bom poder esquecer-me de mim por momentos, foi bom ter conversado sobre nada em concreto, foi bom ter morto saudades, foi bom saber que tenho amigos.Começo a sentir-me estável. No entanto a minha cabeça ainda vagueia um pouco. Tenho as minhas metas, e quero poder cumprir as menos íntimas e pessoais a todo o custo. Vou agarrar-me mais ao trabalho. Irei certamente voltar a estudar. Mais que não seja para ver se não tenho horários fixos. Sempre ouvi dizer que o passar do tempo quase tudo cura.

Postado por rodry às 18:48
Link do post | Adicionar aos favoritos

a máquina que vagueia na noite.

Eu, o meu pequeno bólide, aquele barulho incessante e constante de quem cruza a auto-estrada a cem por hora. A Muzaque que não enche nem distrai. A estrada parece um infinito nesta noite.
A tua casa, passei por lá enquanto a minha máquina ia tracejando a névoa que me envolvia em delírios. Foi ela quem me levou por perto de ti. Será que estarias tu por perto? Não me importa. O que importava era andar, cruzar o asfasto de lés a lés... poder sentir-me livre na noite. É fascinante viajar assim. Fiz duas ou três viagens. Uma certa e física, absoluta. Outras incertas, mentais e relativas.
Já estou em casa. Mas com vontade de andar mais um pouco com a minha máquina. De a sentir dilacerar o asfalto, resumindo-se aquele som familiar de quem sente o piso pelo qual passa. Com a mesma ou ainda outra qualquer cassete Muzaque, que não cansa nunca. É o easy-listening dos Belle & Sebastian, ou de uns Kings Of Convinience que me faz querer continuar a percorrer a estrada numa noite de nevoeiro cerrado como a de hoje.

Postado por rodry às 04:25
Link do post | Adicionar aos favoritos

.Pesquisar por aqui

 

.Julho 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

.Postas recentes

. sem titulo que também fic...

. sonhos.

. pequenos fragmentos, 41.

. pequenos fragmentos, 40.

. pequenos fragmentos, 39.

. pequenos fragmentos, 38.

. pequenos fragmentos, 37.

. pequenos fragmentos, 36.

. o estatuto estrela,

. uma colorida animação por...

.O Mundo

  • Um Pouco Mouco
  • Abrupto
  • anårca constipadö
  • A Barriga de Um Arquitecto
  • A Blasfémia
  • A Ervilha Cor de Rosa
  • A Natureza do Mal
  • A Origem das Espécies
  • A Sexta Coluna
  • Beco das Imagens
  • Big Black Boat
  • Bomba Inteligente
  • Causa-Nossa
  • CineBlog
  • Contra a Corente
  • Comprometido Espectador
  • Essas Cores
  • Gorrila Vs. Bear
  • Grandes Sons
  • Guronsan
  • Heptahedron
  • Homem a Dias
  • Klepsýdra
  • Marretas
  • MOKB
  • Nova Frente
  • OMBDU
  • Pimenta Negra
  • Post Secret
  • Roda Livre
  • Sapo Blogs
  • Sound + Vision
  • Still Kissin'
  • Três Pastelinhos
  • Voz do Deserto
  • .O Mundo Encalhado

  • Aviz
  • Babugem
  • Barnabé
  • French Kissin'
  • Opiniondesmaker
  • O Inimigo Musical
  • Ser Portugues (Ter Que)
  • .Informação

  • Acabra
  • Blitz
  • DN
  • Expresso
  • JN
  • Público
  • .Biblioteca

    . Julho 2017

    . Fevereiro 2014

    . Janeiro 2013

    . Julho 2012

    . Dezembro 2011

    . Novembro 2011

    . Outubro 2011

    . Setembro 2011

    . Agosto 2011

    . Julho 2011

    . Junho 2011

    . Maio 2011

    . Abril 2011

    . Março 2011

    . Fevereiro 2011

    . Janeiro 2011

    . Dezembro 2010

    . Outubro 2010

    . Setembro 2010

    . Agosto 2010

    . Julho 2010

    . Junho 2010

    . Maio 2010

    . Abril 2010

    . Março 2010

    . Fevereiro 2010

    . Janeiro 2010

    . Dezembro 2009

    . Novembro 2009

    . Outubro 2009

    . Setembro 2009

    . Agosto 2009

    . Julho 2009

    . Junho 2009

    . Maio 2009

    . Abril 2009

    . Março 2009

    . Fevereiro 2009

    . Janeiro 2009

    . Novembro 2008

    . Outubro 2008

    . Setembro 2008

    . Agosto 2008

    . Julho 2008

    . Junho 2008

    . Maio 2008

    . Abril 2008

    . Março 2008

    . Fevereiro 2008

    . Janeiro 2008

    . Dezembro 2007

    . Novembro 2007

    . Outubro 2007

    . Setembro 2007

    . Agosto 2007

    . Julho 2007

    . Junho 2007

    . Maio 2007

    . Abril 2007

    . Março 2007

    . Fevereiro 2007

    . Dezembro 2006

    . Novembro 2006

    . Outubro 2006

    . Setembro 2006

    . Julho 2006

    . Junho 2006

    . Fevereiro 2006

    . Janeiro 2006

    . Outubro 2005

    . Setembro 2005

    . Agosto 2005

    . Maio 2005

    . Março 2005

    . Fevereiro 2005

    . Dezembro 2004

    . Novembro 2004

    . Outubro 2004

    . Setembro 2004

    . Agosto 2004

    . Julho 2004

    . Junho 2004

    . Maio 2004

    . Abril 2004

    . Março 2004

    . Fevereiro 2004

    . Janeiro 2004

    .Tags e grafitis

    . fragmentos

    . humor

    . instantâneos

    . interesses

    . melomania

    . palavras

    . por aí

    . por aqui

    . vidas

    . vimeo

    . you

    . youtube

    . todas as tags